Família

Catedral tem grupo de apoio à adoção

“Ser mãe, ser pai e ser família não depende do sangue, da hereditariedade, do biológico. Depende apenas do amor e da disponibilidade, da vontade de ser família e de doar-se. Toda criança merece uma família que a ame e toda família merece ter uma criança para amar.” Assim o casal Hilton e Christiane Albino descreve o sentido real da paternidade e maternidade responsáveis.

Pais não são só aqueles que geram biologicamente, mas sim aqueles que amam sem reservas. Há quatro anos, eles abriram o coração para acolher seu filho. E tudo se confirmou: Miguel chegou e preencheu seus corações com mais amor… A família ficou completa. Só que não! Há um ano, Miguel ganhou uma irmãzinha, a Beatriz, e a experiência de cultivar e multiplicar a família por meio da adoção só estava começando na vida do casal. Uma longa e linda história, que eles contam em palestras nos encontros de casais.

Agentes da Pastoral Familiar da Catedral de São Dimas, Hilton e Chris começaram a ser abordados por muitos casais com dúvidas, medos, expectativas. A experiência deles serviu de trampolim para a formação de um grupo de apoio para casais que adotaram ou desejam adotar filhos. Nasceu então o Grupo de Apoio às Famílias do Coração, em uma data que não poderia ser mais propícia: 25 de dezembro, aniversário de Jesus, o filho adotivo de José!

Juntaram-se a eles outros casais da Pastoral Familiar que também vivem a realidade da adoção. O Grupo de Apoio às Famílias do Coração é um espaço para as pessoas enriquecerem sua decisão, prepararem-se para a chegada do filho e, após essa fase, aprenderem e partilharem sobre a educação dos filhos. Nos encontros, os participantes são acolhidos com partilha, testemunho, palestras de orientação sobre adoção e seus aspectos legais, sociais e psicológicos e participam de um momento de oração.

Os encontros são mensais, abertos a todos os interessados. Acontecem no segundo sábado do mês, na Catedral de São Dimas, às 16h.

Conheça mais sobre o grupo na página do facebook: www.facebook.com/grupodeapoioasfamiliasdocoração/

 

“Adotar uma criança é uma grande obra de amor. Quando ela se realiza, dá-se muito, mas também se recebe muito. É uma verdadeira comunhão de bens.” Madre Teresa de Calcutá

Ana Lúcia Zombardi

Pastoral da Comunicação

Catedral de São Dimas