O QUE É PASTORAL?

Pastoral, é serviço, ação, trabalho desenvolvido pela Igreja. Não se resume em um grupo de pessoas, mas em uma ação organizada e dirigida pela Diocese e Paróquia para “atender” determinadas situações em uma realidade específica.

Pastoral vem de Pastor. Por isso é importante destacar que “FAZER” pastoral é fazer o que Jesus fez. É continuar sua missão. É por meio das pastorais e do conjunto de suas atividades que a Igreja realiza a sua tríplicemissão: profética, sacerdotal e testemunhal. De uma forma mais simples podemos também definir a pastoral como “os braços” do pastor. Não seria possível a cada sacerdote, a cada pastor, realizar todas as atividades necessárias para a Igreja cumprir sua tríplice missão, por isso a Igreja utiliza-se dos serviços dos leigos, para, como “braços” dos pastores, ajudar a Igreja.

Uma pastoral é essencial na estrutura orgânica de uma Diocese ou Paróquia; o conjunto de pastorais denominamos de Pastoral Orgânica porque estão na estrutura fundamental da organização diocesana ou paroquial; na verdade ela é essencial e necessária.

Exemplos:Pastoral da Criança, da Saúde, da Educação, da Juventude, da Comunicação, da Sobriedade, da Liturgia, da Catequese, a pastoral Familiar e muitas outras.

Em todas as pastorais existem pessoas com formação para exercerem o trabalho que a elas correspondem.São coordenadas pelas dioceses que promovem regularmente cursos e encontros de formação, para que os “agentes de pastoral” possam trabalhar junto às comunidades com plena consciência do que estão fazendo e da finalidade do seu trabalho.

O QUE SÃO MOVIMENTOS?

Os Movimentos Católicos são gruposcom organização específica, muitas vezes independentes, não ligados diretamente a uma paróquia ou Diocese. O que caracteriza um movimento católico é que a sua origem e estrutura parte geralmente de um fundador ou fundadora que dá as coordenadas para que esse movimento exista; regido muitas vezes de estatutos e normas e de um direcionamento na espiritualidade.

Os movimentos nascem e se formam num contexto externo à igreja local, mas atuam dentro da Paróquia. É uma ação dos leigos que pode envolver várias pastorais/serviços ao mesmo tempo.

Normalmente um grupo que tem umaliderança, um objetivo claro de oração, espiritualidade, comunhão e missão ou apostolado com autorização eclesiástica, pode chegar a ser um movimento.

E OS GRUPOS?

Os Grupos são formados por fiéis, que se reúnem de forma espontânea, porém sempre com a licença e orientação do Pároco ou vigário paroquial e tendo como base a oração e a escuta da Palavra.Os grupos reúnem-se para orar, para promover a justiça e a paz, para visitar doentes, etc.Quando um grupo cresce e amadurece, pode tornar-se uma Comunidade reconhecida pelo pároco (comunidade paroquial), pelo bispo (comunidade diocesana) ou até mesmo pelo Papa (comunidade católica).

 

Os coordenadores das pastorais, movimentos e grupos são convidados a compor os Conselhos Pastorais Paroquiais – CPPs.

 

 

Fonte: http://www.catequistasemformacao.com/2015/11/pastorais-grupos-e-movimentos-o-que-sao.html