PERDÃO: EXPERIÊNCIA INFINITA DO AMOR

 

Eu digo a você: perdoai, não sete vezes, mas setenta vezes sete (Mt 18,22). Com essas palavras de Jesus, entendemos que o perdão é uma escolha feita, infinitas vezes, por amor a quem se ama.

Entendemos por perdão a escolha de amar de novo. Assim, o perdão é também uma forma de revelar o amor. O próprio Jesus foi quem nos ensinou que o perdão é a medida do amor, isto é, quem muito ama muito perdoa (Lc 7,47).

O Papa Francisco afirmou no livro “O nome de Deus é misericórdia”: Quando se aprende a amar, aprende-se a perdoar. Portanto, o perdão é um exercício do amor.

Assim, perdoar é um exercício de amor que deve ser feito até o fim. Lembra-se aqui a experiência de São Dimas, que, no alto da cruz, no fim de sua vida na terra, fez a experiência de ser muito amado e perdoado por Jesus, que até o fim amou e perdoou a humanidade. (Lc 23,34)

 

Pe. Francisco José da Silva

Vigário Paroquial

Catedral de São Dimas